Notícias

Câmara de Santo André inclui manutenção de pontes na Lei de Diretrizes Orçamentárias

Na última quinta-feira, 22, foi aprovado pelo Legislativo de Santo André o projeto da atual gestão, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2018, em R$ 2,9 bilhões, incluindo seis emendas aditivas à proposta do Paço. Com essa lei, a administração pode vetar emendas assinadas pelo oposicionista Eduardo Leite (PT) e pelo governista Fábio Lopes (PPS).

Dois destes textos modificativos apontam a manutenção das pontes, que cederam no início do ano, na Avenida dos Estados.

As outras propostas dessa lei incluem, por exemplo, urbanizar os núcleos Tamarutaca e o Conjunto Nova Centreville, construir uma creche na Sacadura Cabral e reduzir o índice de remanejamento da peça de 30% para 15% da receita. Eduardo Leite enfatizou a importância da inclusão dos projetos para definir as prioridades do próximo governo.


Comente!