Notícias

Faculdade de Medicina do ABC tem ambulatório para pacientes com Parkinson

A Faculdade de Medicina do ABC conta com um ambulatório específico para doentes com Parkinson. O espaço tem por objetivo dobrar o número de atendimentos ajudando pacientes que sofrem com o mal da doença.

O ambulatório trata distonias, movimentos involuntários, tremores não relacionados ao Parkinson, mioclonias e outras enfermidades. Com o novo espaço, que foi inaugurado nos últimos dias, serão 40 pacientes atendidos por semana, sendo 20 pacientes nas quartas e outros 20 nas quintas, das 8h às 12h.

O espaço conta com dois neurologistas, três residentes, e ainda acadêmicos do curso. O tratamento envolve fonoaudiologia, nutrição, fisioterapia, terapia ocupacional e, em alguns casos, psicologia e psiquiatria.

A doença atinge de 100 a 150 indivíduos em uma população de 100 mil habitantes, afeta os movimentos e causa a degeneração de neurônios, não tendo causa conhecida e nem cura. Os encaminhamentos ocorrem por meio de unidades de saúde dos municípios da região.