Variedades

Córrego de Santo André está contaminado com chorume, aponta estudo

Pesquisadores da Universidade Municipal de São Caetano do Sul coletaram amostras da água do córrego Cassaquera, em Santo André, e identificaram a presença de chorume.

O líquido escuro é resultado da decomposição do lixo orgânico. O problema tem origem no aterro municipal que está perto do seu limite de capacidade.

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) autorizou a ampliação do aterro, o que deu mais dois anos de vida útil ao local.

A contaminação também está chegando às casas dos moradores do entorno. Quando chove, o córrego alaga e essa água poluída entra nas residências.

Em nota encaminhada ao site G1, a Prefeitura de Santo André declarou que respeita a opinião dos pesquisadores, mas que a análise da Cetesb não constatou poluição por chorume no córrego Cassaquera.

A respeito dos alagamentos, a administração municipal afirmou que deve apresentar, em breve, um projeto para canalização.

Reportagem
Uma reportagem exibida pelo SPTV 1ª Edição, da TV Globo, tratou do caso. Veja o vídeo na íntegra neste link.