Notícias

Funcionários da Bridgestone entram com ação contra empresa

Aproximadamente 30 trabalhadores da Bridgestone, em Santo André, entraram com ação na Justiça para anular o acordo coletivo firmado pela assembleia no último mês de março referente o pagamento retroativo de adicionais de insalubridade e periculosidade.

Um dos funcionários informou que o valor depositado está incorreto. Ele tinha direito a R$ 90 mil, mas recebeu apenas R$ 20 mil. O funcionário, que não quis ser identificado, ainda diz que trabalha na empresa há 20 anos e, por isso, contesta o valor. O trabalhador participou de uma audiência nesta quarta-feira, 19, para apresentar os fatos ao Ministério do Trabalho.

O presidente do Sindicato dos Borracheiros da Grande São Paulo e Região, Marcio Ferreira, afirmou que o adicional de insalubridade será calculado em 20% do salário base da categoria e o adicional de periculosidade em 30% no salário nominal.

Ele diz que, por ser um acordo, os valores recebidos podem não ser seguidos à risca, ao que deveria ser retroativo, porém isso foi bem esclarecido e, em assembléia geral, a votação que aprovou este acordo foi praticamente unânime.

Compartilhe!