Notícias

Funcionários da saúde de Santo André decidem por paralisação

Após assembleia realizada na tarde de ontem, 8 de dezembro, no Paço de Santo André, os servidores e funcionários contratados por meio de convênio entre o município e a FUABC (Fundação ABC) decidiram pela paralisação nas 69 unidades de saúde nesta sexta-feira, 9. A greve acontece em razão da falta de pagamento do salário e do 13º salário.

As UBSs da Vila Helena e Humaitá já não atenderam nesta quinta.

Segundo o presidente do Sindsaúde (Sindicato dos Funcionários dos Estabelecimentos Privados de Saúde e das Empresas que Prestam Serviços de Saúde do ABC), Almir Rogério da Silva, o Mizito, serão atendidos apenas casos de emergência. Mizito ainda diz que a Prefeitura informou que faria o pagamento nesta sexta, mas se o 13º não cair, realizarão nova assembleia no sindicato na segunda para decidir a continuidade da greve. “O servidor não é responsável pela crise financeira da Prefeitura”, disse.

A Prefeitura de Santo André informou estar em negociação tanto com a Fundação ABC, quanto com o Sindsaúde ABC, para resolver as questões dos pagamentos. “Em caso de greve, esta secretaria espera que seja respeitada a legislação que regula o movimento na área da saúde.” A legislação determina que 30% dos funcionários trabalhem.

Compartilhe!