Notícias

Alta de roubos assusta moradores do Camilópolis em Santo André

Os moradores do bairro Camilópolis, que fica localizado na divisa de Santo André com a Zone Leste de São Paulo, sofrem há algum tempo com a falta de segurança pública na região. De acordo com números disponibilizados pela SSP (Secretaria de Segurança Pública), dados relacionados ao 2º DP, no Camilópolis, que também inclui os bairros Utinga e Santa Terezinha, mostram aumento nos roubos, furtos gerais e furtos de veículos.

De janeiro a outubro deste ano, foram 1.522 roubos, com uma alta de 8,33% em relação ao ano passado; 1.028 furtos, com alta de 8,67%; 602 roubos de veículos, com alta de 2,73% e 796 furtos de veículos, com alta de 24,96% em relação ao ano passado.

A Polícia Militar afirmou que, há dois meses, a demanda foi apresentada na reunião de Conseg (Conselho de Segurança) da área. Com isso, o comandante da 1ª Companhia da PM e o delegado responsável pelo local foram até os bairros da região. Depois de conversarem com moradores e comerciantes e, após levantamento de inteligência e planejamento, foram promovidas algumas operações e ações impactantes. Além disso, o comandante da companhia solicitou o redirecionamento da Dejem (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho) para a região em dias e horários em que ocorriam mais delitos, bem como requereu o reforço das viaturas da Força Tática, a polícia ainda garantiu que as ações de policiamento também serão intensificadas na região.

Segundo o delegado titular do 2º DP, José Itamar Martins da Silva, o aumento de ocorrências nesse período é normal em razão da alta da movimentação do comércio. O 13º salário aumenta a movimentação nos comércios e os roubos costumam aumentar. Entretanto, se considerar os dados de junho até novembro, já foi registrado baixa nos índices. Apesar disso, o delegado afirma que continuam fazendo operações na área.

Compartilhe!