Notícias

Paulo Serra deve excluir seis secretarias da administração de Santo André

O prefeito eleito Paulo Serra (PSDB), informou que uma reforma administrativa no município será feita e que algumas secretarias serão extintas. O plano inicial da nova administração prevê o enxugamento de seis secretarias na comparação com a configuração na qual o prefeito Carlos Grana (PT) trabalha atualmente.

As secretarias que devem ser fundidas ou eliminadas são Comunicação, Direitos Humanos, Trabalho, Política para Mulheres, Paranapiacaba e Parque Andreense e de Orçamento e Planejamento. As mudanças definitivas devem ser comunicadas em dezembro, juntamente com todo quadro de secretariado.

Para a futura estrutura administrativa está prevista apenas a criação da Secretaria de Meio Ambiente, a Pasta deve ficar com o vereador Donizeti Pereira (PV).

A Secretaria de Comunicação responderá diretamente à Pasta de Governo, que deve ficar sob responsabilidade do advogado Leandro Petrin. Os setores de Política para Mulheres e de Direitos Humanos deverão ser assumidas por Inclusão e Assistência Social e a favorita para a gerência da Pasta é Inezita Awada.

As Pastas de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer devem ficar num único departamento. O vereador eleito Pedrinho Botaro (PSDB) é um dos cotados para administrar esse setor.

A Secretaria de Administração e Modernização serão responsáveis pelas funções de Orçamento e Planejamento Público, e provavelmente terá a chefia de Miguel Heredia (PSDB).

Para a Saúde, Paulo Serra gostaria de ter Geraldo Reple Sobrinho, ex-superintendente do Hospital Mário Covas, mas Reple foi sondado para a Secretaria do Estado da Saúde, para ser adjunto do secretário David Uip. Com isso, o diretor da unidade, Vanderley de Paula, é o principal cotado para a vaga.

Compartilhe!