Notícias

Funcionários da EAOSA e Viação Ribeirão Pires entram no 7º dia de greve

Trabalhadores das viações Eaosa e Ribeirão Pires entram hoje no sétimo dia de paralisação. Motoristas e cobradores reivindicam o pagamento do salário deste mês. A greve prejudica cerca de 20 mil passageiros.
As duas empresas pertencem a Baltazar José de Sousa que responde a mais de 200 processos na justiça.

Insatisfeitos com as negociações que têm sido conduzidas, um grupo de funcionários fechou, na tarde de ontem, 17, o Terminal Central em Mauá, o grupo ainda realizou uma passeata para cobrar que proprietários da empresa efetuem o pagamento.

A manifestação afetou também as linhas municipais da empresa Suzantur, que não pertence ao mesmo grupo e não está em greve, mas foi atingida pela manifestação porque os ônibus foram impedidos de entrar e sair do terminal.

A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) sugere aos usuários utilizar as linhas municipais e trens da Linha-10 Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A empresa também afirma que as viações paralisadas serão autuadas por cada viagem não realizada.

Compartilhe!