Notícias

Trabalhadores da EAOSA e Ribeirão Pires decidem manter paralisação

Os trabalhadores das viações EAOSA e Ribeirão Pires, responsáveis por 14 linhas intermunicipais, decidiram na noite de ontem, 16 de novembro, manter a paralisação que começou na última sexta-feira, 11.

Conforme o Sintetra, as empresas comandadas pelo empresário Baltazar José de Souza ofereceram quitar os salários atrasados apenas dos funcionários da Ribeirão Pires. O atraso dos direitos dos trabalhadores é o motivo da greve.

Em solidariedade aos colegas da EAOSA, os trabalhadores da Ribeirão Pires decidiram manter a greve até que a situação se regularize para todos.

Compartilhe!