Notícias

Prova do Enem será aplicada à presos do Grande ABC

Pessoas que estão presas terão a chance de realizar a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). No Grande ABC, são 211 presos que terão a chance de entrar em uma universidade. Este ano, o número é 27,11% maior em relação a 2015, quando houve 166 inscritos.

As provas serão realizadas nos dias 13 e 14 de dezembro. O teste será aplicado nas seis unidades da Fundação Casa na região – duas em Santo André, duas em São Bernardo, uma em Diadema e uma em Mauá – e nos quatro CDPs (Centros de Detenção Provisória) do Grande ABC e será coordenado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). As regras são as mesmas da prova comum, porém, o conteúdo é inédito.

Neste ano, 30 adolescentes que cumprem medida socioeducativa por ato infracional vão prestar a prova.
O mais novo, que está prestes a concluir o 2º ano do Ensino Médio, pretende cursar Arquitetura. Caso ingresse na universidade, ele será o segundo de sua família a cursar Ensino Superior. Natural de São Bernardo, ele morava com a mãe e a irmã, que faz curso de Enfermagem. “Quando as duas me visitam, sentem orgulho por eu estar tomando o caminho certo. Hoje, tudo o que eu penso é me esforçar muito para melhorar de vida. Quero arrumar um emprego para ajudar a pagar a minha faculdade”, diz o adolescente.

O diretor da Fundação Casa Sergio Lopes elogiou a iniciativa e tem o intuito de mobilizar mais jovens no próximo ano. Atualmente a unidade mantém 58 internos. Para ele, a oportunidade é uma garantia de direitos e também uma grande possibilidade de concretizar um sonho para o futuro.

Os quatro CDPs (Centros de Detenção Provisória) da região concentram o maior número de inscritos. São 172 presos que prestam o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no próximo mês.

A SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) afirmou a importância da reinserção social com a medida. “Para tanto, a Pasta dispõe de diversas formas de incentivo de reintegração social para os presos, em que destacam-se os projetos de educação e trabalho nas unidades.”

Compartilhe!