Notícias

Delação da Odebrecht Ambiental aponta nomes do Grande ABC

Nesta segunda-feira, 19, ex-executivos da Odebrecht Ambiental afirmaram à Operação Lava Jato ter financiando os candidatos Carlos Grana e Nilson Bonome nas eleições de 2012. O financiamento tinha como intuito vencer o processo de privatização no abastecimento de água em Santo André.

Segundo relato do ex-presidente da Odebrecht, Fernando Reis, Grana recebeu doação legal de R$ 500 mil, enquanto Bonome, derrotado nas eleições de 2012, recebeu R$ 400 mil do caixa dois. Bonome teria recebido os valores diretamente em encontros perto da sede da empresa na capital paulista.

Em 2016, a Odebrecht venceu o edital para gerenciar o sistema de água e esgoto do município, Grana acreditava no investimento da empresa para a cidade. O ex-diretor regional da empresa, Guilherme Paschoal, confirmou em seu depoimento que os valores repassados a Bonome buscavam o apoio e influência do candidato na realização do projeto.


 

Comente!