Notícias

Moradora de Santo André pode ser o primeiro caso de morte por febre amarela na região

Uma professora de 28 anos, moradora da Vila Luzita pode ser primeiro caso de morte registrado em Santo André, causado pela febre amarela.

A mulher estava internada no Hospital Brasil desde o dia 10 de fevereiro com suspeita da doença e teve uma parada cardiorrespiratória na tarde de ontem (16/02), vindo a falecer em seguida.

Familiares afirmaram via internet que ela havia viajado para Minas Gerais quando foi picada pelo mosquito transmissor da febre.

Minas Gerais está em estado de alerta desde o final de janeiro com o aumento no número de casos.


Comente!