Construção Civil fecha 1.426 vagas de trabalho em Santo André

A indústria do setor de construção civil fechou 4.123 postos de trabalho, com carteira assinada, em 2016 na região do ABC. Em relação às sete cidades da região, somente São Caetano e Mauá registraram saldos positivos, gerando de 79 e 101 novos postos de trabalho. Os municípios que mais apresentaram queda foram São Bernardo com 1.595 postos de trabalhados fechados, em seguida, Santo André, fechando 1.426 postos, depois Diadema, com menos 723 postos de trabalho, Ribeirão Pires, 290, e Rio Grande da Serra com menos 89 postos de trabalho. O Saldo é do ano de 2016.

De acordo com a diretora regional do SindusCon-SP (Sindicado da Construção) em Santo André, Rosana Carnevalli, o desempenho ruim do setor na região acontece em razão do alto desemprego na indústria e da queda do número de lançamentos de empreendimentos imobiliários. “O nosso setor é o primeiro a cair e o último a levantar, comprar imóvel não é como comprar roupa, se o trabalhador que deseja adquirir imóvel perde o emprego, logo os objetivos dele serão outros, como pagar as contas e pôr comida na mesa. Quanto maior o desemprego, menor será a construção de empreendimentos”.

Sobre os saldos positivos de Mauá e São Caetano no período, Rosana explica. “Mauá é uma das únicas cidades da região com déficit habitacional e metro quadrado acessível, é muito comum a realização de obras do Minha Casa, Minha Vida, então o resultado positivo é compreensível. Já em relação a São Caetano, o que motivou esse saldo foi o término de obras atrasadas.”

Leia também:

Comente!